Violência no trânsito de Ubajara

Acidentes no trânsito são a terceira causa de morte no mundo, ficando atrás apenas das doenças cardíacas e câncer. Em Ubajara esses índices ainda estão altos, e quase que diariamente ocorre acidentes nas vias da cidade.

A Confederação Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (CBMFC) publicou estudo em que  foram analisados 593 atendimentos hospitalares em Ubajara por causas externas, sendo identificados 585 acidentes de trânsito os quais em sua maioria envolveram pessoas do sexo masculino, na faixa etária de 19-25 anos, com residência na zona rural, utilizando motocicleta, aumentando a incidência dos sinistros nos  finais de semana e feriado.

Esses dados são confirmados  pela coordenadoria especializada em estatisticas do Departamento Municipal de Trânsito de Ubajara (DEMUTRAN), a qual afirma que o maior número de acidentes esta concentrado na zona rural da cidade, seguido pelos bairros e depois o centro.

Em sua maioria, os acidentes são ocasionados por embriagues ou pessoas não habilitadas.

O DEMUTRAN, nos três últimos meses após a sua inserção no sistema nacional de transito (SNT), aplicou mais de 600 multas de trânsitos na cidade de Ubajara, e fez diversas advertências, mas o que se ver por grande parcela dos condutores é uma cultura de desrespeito às normas do transito.

Pessoas sem capacete, menores pilotando e por muitas vezes fazendo manobras arriscadas, celulares no ouvido, falta da utilização do cinto de segurança, contramão, avanço de sinal vermelho, dentre outras infrações que corriqueiramente nos deparamos na cidade de Ubajara.

E “cadê os agentes do DEMUTRAN”, essa é a pergunta que muitos fazem. Contudo, cabe ao condutor o respeito a legislação, os agentes são mecanismos punitivo, cada motorista ou piloto de motocicleta deve buscar respeitar as normas.

Hoje, recebemos no grupo do Ubajara Notícias uma denúncia de um acidente, no vídeo o condutor aparece desacordado e o passageiro aparece pedindo ajuda aos passantes. A pessoa que grava o vídeo narra que os dois estavam sem capacete e embriagados.

O Ubajara Noticias foi investigar, e constatou que o condutor trata-se de  Gabriel da Silva, e ao chegar no Hospital municipal o mesmo foi prontamente atendido, contudo levantou-se e com palavras agressivas, arrancou o soro da veia e veio a fugir do atendimento hospitalar, tomando destino indefinido.