Ministério Público pede afastamento do enfermeiro suspeito de negligência no caso do recém-nascido que caiu no chão do hospital de Ubajara

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça de Ubajara, pediu a secretaria de saúde e a direção do hospital municipal para que seja aberto um procedimento administrativo e o afastamento do enfermeiro no caso do recém-nascido que caiu no chão do hospital de Ubajara.

A promotoria também oficiou a polícia cívil para investigar o suspeito caso de negligência nos próximos 30 dias.

Entenda o caso

Uma mãe denuncia ter sofrido negligência no hospital municipal de Ubajara, no Norte do Ceará, em um parto natural em que o bebê dela caiu no chão, no último dia 27 de maio na unidade. Ela afirma que não foi acompanhada por médico ao dar à luz. O bebê passou por exames nesta segunda-feira (10), em Sobral.

Segundo a mãe, o recém-nascido está “aparentemente bem”. A direção do hospital nega a versão. O vice-prefeito de Ubajara, Adécio Muniz Paiva Filho, publicou nota de esclarecimento sobre o caso em sua página pessoal no Facebook, nesta terça-feira (11). Em vídeo, juntamente com a mãe e o bebê, o vice-prefeito pede desculpas e afirma que foi aberto processo administrativo para investigar o que aconteceu.