Camilo garante reajuste para professores; mas benefício só entra na folha a partir de agosto

Antes de anunciar o seu pacote de ajustes, com decretos embutidos para azeitar a máquina arrecadadora, o governador Camilo Santana (PT) procura aliviar a situação de pressão com algumas categorias de peso. Uma delas: os professores.

Ele acaba de fechar acordo com o Sindicato Apeoc e garantiu reajuste salarial de 4.17% para a categoria retroativo a janeiro. Detalhe, sendo implantado a partir de agosto próximo. O benefício atenderá aos docentes da ativa, temporários, aposentados e pensionistas.

Outra: garantiu a implantação das promoções devidas – 2016 e 2017, também em agosto. Já o retroativo, ou seja, perdas salariais, continuará em negociação, adianta o sindicato.

(Foto – Arquivo)