Comunidade de Valparaíso, em Tianguá, recebe entrega de escolas reformadas e biblioteca nova com atividades de mediação de leitura

“A iniciativa, faz parte das ações do Projeto Ventos que transformam, da Echoenergia com gestão do Instituto Brasil Solidário, e, promove na mesma semana de inauguração da biblioteca, uma oficina de pintura e desenho para decoração do espaço literário”
Uma ação que une sustentabilidade, incentivo à leitura e cidadania na escola! No próximo dia 04 de abril, acontece a inauguração da “biblioteca e espaço de leitura Ventos que transformam” e da sala-palco “Espaço Paraíso do Saber Francisca Vitória”, em Valparaíso, em Tianguá/CE, que foram promovidas através das ações da Echoenergia com gestão do Instituto Brasil Solidário na região.

A estrutura da biblioteca, construída num espaço de 120 m² e instalada dentro da Escola Família Agrícola Antônia Suzete de Olivindo Silva, será aberta para a comunidade, e entregue já com a doação de todo o mobiliário e um acervo literário com mais de 1000 livros, além de um ano de acesso gratuito de internet, para os alunos e educadores usufruírem do espaço também para pesquisas e trabalhos da escola.

Seguindo a mesma proposta de protagonismo e inserção da comunidade em todo o processo de construção das ações do projeto, a semana de inauguração do novo espaço literário, contará ainda com a participação ativa dos moradores em uma nova etapa de formações, realizada entre os dias 01 e 03 de abril, com atividades que envolvem desde o reaproveitamento de materiais como paletes, pneus e garradas PET para a decoração e mobiliário dos cantinhos de leitura, até uma oficina de arte e desenho para complementar os espaços lúdicos e a árvore literária da nova biblioteca e sala de aula.

Segundo Marizete José da Silva, Diretora da EFA Antônia Suzete de Olivindo Silva, a comunidade escolar tem visto de perto a entrega de cada etapa das ações estruturais, e agora, chegando perto da inauguração, estão todos muito entusiasmados para já começarem as atividades nos novos espaços, que incluem um parquinho infantil em cada uma das escolas locais de Valparaíso.

“Está tudo muito lindo e, hoje, vendo os espaços que foram construídos na Escola Francisco Nemésio Cordeiro, eu me emocionei e agradeci a Deus, pois está exatamente do jeito que sonhamos a vida toda. Nós íamos colocando tijolinho por tijolinho ano após ano e apesar das dificuldades nunca deixamos de acreditar, só temos a agradecer ao projeto por contribuir na realização desse sonho”, disse.

Oficinas de Leitura e Projetos Literários

Para além da uma nova estrutura com a biblioteca e os espaços literários construídos nas duas escolas da comunidade, os projetos de leitura como o 30 Minutos pela Leitura, São João Literário e Anjos da Leitura, já fazem parte da rotina de ações literárias das escolas não só em Valparaíso, mas em todo o município de Tianguá e Ubajara, que participaram em 2018 de duas etapas de oficinas práticas realizadas pelo Projeto Ventos que transformam.

Envolvendo mais de 400 alunos e educadores, as formações, que receberam também atividades de educação ambiental de forma interdisciplinar, fizeram dessa ação dentro da escola, uma extensão de conhecimento e troca de saberes também entre familiares e moradores do entorno, que participaram de várias formações, entre elas, a oficina de teatro de sombras, teatro de bonecos, mediação de leitura, montagem dos espaços literários, com pintura e desenho dos mobiliários, sempre trabalhando com reaproveitamento de materiais, além de atividades práticas de educação ambientalcomo técnicas de compostagem, horta, viveiros e produção de materiais como forno solar, filtro de águas cinzas e lâmpadas solares.

Pensando na multiplicação dessas ações, todas as 96 escolas, de Tianguá e Ubajara, receberão o Kit “Práticas de Educação Ambiental IBS” além de um projeto inovador de educação financeira por meio de jogos.

Para o Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, a contribuição efetiva de transformação social na região, tem sido possível, principalmente, pelo modelo de participação, sempre em diálogo com a comunidade e permitindo o protagonismo de alunos e educadores como agentes multiplicadores das atividades.

“Desde a etapa de oficinas práticas na região, que percebemos o envolvimento, a dedicação e o compromisso de toda a comunidade escolar em manter os projetos de leitura, não só dentro da escola, mas com visitas no entorno, envolvendo até os familiares como parte do grupo do Anjos da Leitura, então, com a biblioteca, nossa expectativa é ainda mais positiva e com muita certeza da contribuição literária, social e de efetividade na vida desses jovens aqui da comunidade”, ressalta Luis.

Reforma e obras estruturais em duas escolas

Corredores da escola com piso nivelado, calçadas largas e nova cobertura, além de uma sala de aula novinha e banheiros adaptados para acessibilidade de cadeirantes, são algumas das ações das obras de melhorias estruturais na Escola Francisco Nemésio Cordeiro, que será entregue junto com a inauguração da nova biblioteca da comunidade.

As melhorias estruturais nas escolas incluem desde reformas de ampliação dos espaços pedagógicos e das salas de apoio da administração dos gestores escolares, até a construção de dois parquinhos com um ambiente lúdico para os alunos e, uma sala de aula nova – que foi instalada como uma área cultural apta para apresentações como teatro e música – permitindo que o local se torne um grande salão para projetos integrados ou eventos que exigem mais espaço para comodidade dos estudantes. Já para o cotidiano das aulas, toda a extensão da porta se torna uma grande lousa, garantindo o aproveitamento total do espaço.

A identidade da comunidade foi preservada em cada cantinho das construções. A entrada da escola com os paletes característicos da região, foi mantido e renovado valorizando não só os aspectos culturais, mas de educação ambiental e reaproveitamento de materiais que são abundantes na comunidade.

Em rede, construindo!

Sabendo a importância de fortalecer um elo de solidariedade em cada região que atua, o Instituto Brasil Solidário procura reforçar o conceito “Juntos Construímos” buscando apoio de instituições que agregam a sua missão nessa longa trajetória pela educação. Trabalhar em rede, mantendo assim uma “rede social” do bem com troca de experiências e parcerias, tem permitido que as ações sigam o modelo de multiplicação e construção do saber dentro e fora do ambiente escolar.

O Instituto Brasil Solidário conta com parceria de empresas e fundações privadas como Palmeirinha Ação Social, Machado Meyer Advogados, OverSeas e Bank of América Merrill Lynch.