Ubajara Notícias

Polícia prende chefe do tráfico suspeito de cinco homicídios no Bairro Barroso, em Fortaleza

Resultado de imagem para macacao barroso traficoUm homem apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas da comunidade do Gereba, no Bairro Barroso, foi preso nesta quinta-feira (8), durante uma operação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Conforme a polícia, Luciano da Silva, 26 anos, conhecido como “Macacão”, é suspeito de envolvimento em pelo menos cinco homicídios.

A polícia cumpriu três mandados de prisão contra o suspeito. Durante a operação, ele tentou fugir pulando muros de casas vizinhas, mas acabou sendo detido pelos agentes.

A Polícia Civil informou que o homem confessou que era o chefe do tráfico de drogas do Gereba. Ele disse aos policiais que integra uma facção criminosa que disputa com grupo da comunidade da Babilônia, também no Bairro Barroso.

Após a prisão, o suspeito foi conduzido para a sede da Draco, onde foi autuado por organização criminosa e posse ilegal de arma de fogo.

Barroso

O Bairro Barroso abriga uma disputa entre grupos rivais que atuam nas comunidade Gereba e Babilônia. “Esperamos que a prisão dele traga uma tranquilidade para os moradores da comunidade”, disse o delegado Alceu Viana, da Draco.

Na primeira semana de janeiro de 2018, pichações que ordenavam a saída dos moradores apareceram em muros da comunidade Babilônia. Uma família, alvo das ameaças de uma facção criminosa, deixou o local. Dois homens e uma mulher foram presos suspeitos de serem responsáveis pelas pichações.

Um ônibus da empresa Dragão do Mar foi incendiado na comunidade Babilônia na terça-feira (6). Segundo a Secretaria da Segurança, o coletivo foi abordado por um grupo armado, que mandou todos os passageiros descerem. A polícia investiga ligação do crime com a morte de um adolescente no bairro.