Ubajara Notícias

Juiz se pronuncia sobre a instauração de sindicância em Vara Cível de Fortaleza

Ojuiz de Direito Cid Peixoto do Amaral Neto se pronunciou acerca de sindicâncias instauradas pela Corregedoria Geral do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, determinadas e publicadas no Diário da Justiça  para apurar, conforme a publicação, “possíveis irregularidades” em quatro Varas Cíveis que funcionam em Fortaleza, no Fórum Clóvis Beviláqua. O magistrado  é o titular de uma das unidades.

A apuração foi determinada pelo desembargador Francisco Darival Beserra Primo, corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, e  publicada no Diário da Justiça na edição do último dia 30 de agosto. O magistrado cita que tomou a atitude baseado em recentes inspeções realizadas nas respectivas Varas.

Em nota, o juiz Cid Peixoto do Amaral Neto, titular da 3ª Vara Cível, assim se pronunciou:

“Somos homens públicos e como tais, temos que ter transparência absoluta. As atitudes correcionais são previstas em lei e, quando findas, e demonstrada a sempre lisura, engrandecem o magistrado e sua própria Corte, porém só surtirá efeito se cada um que tomou conhecimento desse primeiro momento possa, de forma igual, ver o resultado. Caso contrário, infelizmente, um dano irreparável estará consumado”. Cid Peixoto do Amaral Neto.

Ceará News 7