Ubajara Notícias

‘Coloquei bebida e não lembro mais nada’, relata vítima de estupro que teve vídeo exposto

Imagem relacionada

A adolescente de 17 anos vítima de estupro que teve imagens do crime expostas em redes sociais no Ceará relatou nesta terça-feira (8) que estava desacordada e que desmaiou após beber um copo de cerveja na companhia de dois homens. Os suspeitos, um servidor federal e um estagiário do Tribunal de Justiça, ambos turistas de Brasília, estão presos em Fortaleza desde domingo (6), quando ocorreu o crime.

“Eu lembro que eu fui ao banheiro. Quando eu saí, o meu copo estava vazio; quando voltei, estava cheio. Aí eu derramei. Quando eu derramei, eu coloquei mais bebida e desde aí eu não me lembro mais nada. Quando eu acordei, tinha enfermeiros e policiais no quarto. Até então, eu não lembro de mais nada”, relatou

A polícia aguarda resultado de exames para saber se a garota ingeriu alguma substância que a deixou desacordada.

Os suspeitos não quiseram dar entrevista. Em depoimento aos policiais, eles afirmaram que o sexo foi consentido, versão negada pela delegada Giselle Martins. “Não tem como ela ter consentido porque ela estava desacordada no vídeo. Depois que a polícia chegou ao local, teve que chamar o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência], porque ela estava realmente desacordada.”

“O autor do vídeo ele se identifica, ele filma a própria imagem, foi possível também confirmar que essa mesma pessoa divulgou esse vídeo, então por conta disso ele vai responder pelos três crimes: estupro de vulnerável, pelo fato de ele ser responsável por essa filmagem e por ter divulgado a filmagem contendo imagens íntimas de uma adolescente”, disse a delegada.

Encontro em bar

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os dois suspeitos conheceram a garota na manhã de sábado (5) e combinaram de se encontrar novamente em um bar. O segundo encontro ocorreu no mesmo dia, à noite, no Bairro Itaperi.

No bar, ainda conforme a SSPDS, a adolescente ingeriu bebidas alcoólicas na companhia dos suspeitos e outras garotas. Por volta das 16h do domingo, ela foi levada ao hotel onde o servidor e o estagiário do TJ-DF estavam hospedados. De acordo com a Polícia Civil, ela estava consciente quando chegou ao local onde sofreu o crime. A identidade dos suspeitos não foi divulgada.

A denúncia foi feita à Polícia Militar por amigas da vítima, que receberam dos suspeitos o vídeo compartilhado em um grupo de WhatsApp. “Os homens levaram a adolescente para o quarto de um flat e divulgaram um vídeo da garota no qual ela aparece desacordada e nua, em um grupo de mensagens instantâneas criado com as amigas da garota. Um dos suspeitos chega a tocar na garota”, afirma a SSPDS, em nota.

No vídeo, o suspeito aparece tocando as partes íntimas da garota, de acordo com a delegada.

G1 CE