Ubajara Notícias

‘A Força do Querer’: Irene fica grávida de Eugênio e passa a chantageá-lo

Slide 1 de 8: 'A Força do Querer': Irene fica grávida de Eugênio e passa a chantageá-lo de acordo com informações do colunista Leo Dias nesta quinta-feira, dia 03 de agosto de 2017

Na novela “A Força do Querer”, a trama vai virar a favor de Irene (Débora Falabella) a partir do capítulo 148. A golpista vai passar um sufoco após a chegada de Garcia (Othon Bastos). Ela tenta, sem sucesso, convencer o advogado a viajar. No entanto, a viagem acontece algum tempo depois e, durante o voo, o pai de Ivana (Carol Duarte) e Ruy (Fiuk) acaba reatando o casamento com a ex-mulher, Joyce (Maria Fernanda Cândido). Alguns capítulos depois, entretanto, a vilã acaba descobrindo que está à espera de um herdeiro do advogado e vai usar isso como arma de aproximação.

Trama foi inspirada em caso real

De acordo com informações do colunista Leo Dias, a trama foi inspirada em um caso real, com uma única diferença: enquanto na realidade, a gravidez não aconteceu, na trama das nove, a golpista ficará grávida, de fato. “Deve acontecer pelo final de agosto, início de setembro. O mais curioso foi o que a Gloria me contou: ela se inspirou em uma história real, que aconteceu há poucos dias. De um motorista que foi chantageado por uma ex-namorado que fingiu uma gravidez”, indicou o jornalista no programa “Fofocalizando” desta quinta-feira (03).

Isis rebate críticas a cena: ‘Não incita violência’

Em entrevista ao Purepeople, Isis Valverde comentou a repercussão da cena em que Ritinha, sua personagem, ajuda a sogra, Joyce, a bater em Irene e rebateu as críticas. “Não acho que a cena incita a violência e a competição entre as mulheres não. A Irene é má, é cruel. Ela mereceu a lição que ganhou”, argumentou a namorada de André Resende. A artista também acrescentou: “Às vezes o feminismo vai para um lado muito contraditório. Eu sou feminista é vejo o movimento como uma forma de acolher as mulheres que se protegem, que se respeitam, que são boas”. E, na opinião dela, seu sogro em cena é tão culpado quanto a amante. “Também descordo desta história de todo mundo ter pena do Eugênio. Eu não tenho. Acho ele um mole. Chato demais e sem atitude”, caracterizou a mineira de Aiuruoca.

(Por Marilise Gomes)
MSN