Ubajara Notícias

Crise hídrica: milhares já perderam o emprego no Jaguaribe

Resultado de imagem para desemprego

No ABC paulista, sede da maioria das empresas montadoras de automóveis do País, quando uma delas anuncia a demissão de dois mil dos seus empregados o mundo vira de cabeça pra baixo, o assunto transforma-se em manchete do Jornal Nacional e o Governo Federal e o Congresso Nacional unem-se para aprovar alguma Medida Provisória para evitar essas demissões.

Pois bem: aqui no Ceará, por causa da crise da baixa oferta de água, mais de 10 mil pessoas já foram desempregadas no Vale do Jaguaribe.

Empresas da agricultura irrigada, para as quais a Cogerh cortou o fornecimento de água, já demitiram milhares de trabalhadores.

E até agora o Governo da União e o Governo Estadual fazem cara de paisagem, como se nada estivesse acontecendo.

O pior desta informação é o seguinte: a situação vai agravar-se ainda mais no segundo semestre, quando a crise de oferta de água for agravada.