Ubajara Notícias

Mais uma travesti é assassinada no Ceará em menos de 1 semana

A Polícia Civil de Juazeiro investiga o caso (FOTO: Agência Miséria)

Uma travesti foi assassinada com “arma branca” no último sábado (13) em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, no Ceará. Francisco Carlos de Miranda tinha 31 anos e era conhecido como “Ketlin”.

Segundo o delegado Giovani Aquino, titular do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa da 20ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Juazeiro do Norte, a vítima estava na Rodoviária Interestadual de Juazeiro, por volta de 1h da madrugada. Não se sabe, ainda o que teria motivado o assassinato.

“Nós estamos averiguando se ela estava com mais alguém, se é caso de homicídio mesmo ou latrocínio. Não sabemos se foi crime de ódio, mas não descartamos nenhuma hipótese”, disse o delegado. A perícia analisa o tipo de arma usada. Por enquanto, não há suspeitos.

Ainda segundo o delegado, a família afirmou que ela já havia sido usuária de drogas. Katlin “não tinha nenhuma passagem pela polícia, a não ser como vítima”, afirmou o delegado.

Outro caso

Uma travesti de 29 anos morreu no último dia 8, enquanto estava sendo atendida na sede do Sistema Nacional de Empregos (Sine). O órgão fica localizado na Rua Amélia de Sousa, no município de Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza.

A polícia trabalha com duas hipóteses que podem ser as causas da morte da travesti. Uma que diz que ela supostamente roubou um idoso e outra que diz que ela denunciou uma pessoa por homofobia.

Tribuna do Ceará