Ubajara Notícias

Gondim critica falta de Inteligência para combater a criminalidade no Ceará

polêmico e respeitado coronel da Polícia Militar do Ceará, Horácio Marques Gondim, que se notabilizou na caça a bandidos no Ceará nos anos 80, acredita que a falta de um trabalho de Inteligência tem causado danos irreparáveis à Segurança Pública do estado. Para ele, o avanço das facções criminosas no estado é um reflexo direto desta ausência de trabalho investigativo e sigiloso.

Gondim  participou, nesta quarta-feira (5), do programa “Ceará News”, da Rede Plus de Rádio FM, e teceu críticas à falta de uma ação de Inteligência para a contenção da violência no Ceará. Segundo ele, isso ficou mais que demonstrado recentemente. “Quando se tem Inteligência na Polícia, logo o crime é desarticulado, e foi isso que aconteceu”.

Ele se referiu ao êxito que a Polícia cearense obteve na identificação e localização recente de uma quadrilha interestadual de assaltantes de bancos, que vinha provocando pânico e terror em cidades de pequeno porte do Interior cearense. Um autêntico trabalho de Inteligência Policial resultou na descoberta do plano do bando para atacar duas agências na cidade de Jaguaruana.  Sabendo disso, a Polícia montou um cerco e desarticulou o grupo.

Facções criminosas

O oficial cita também a questão do avanço das facções criminosas no Ceará, como o PCC (Primeiro Comando da Capital) e o CV (Comando Vermelho) e afirma que não se pode medir o tamanho da criminalidade apenas se verificando os índices de homicídios. É preciso olhar para outros delitos, como roubos e tráfico de drogas.

O ex-chefe do Comando de Operações Especiais (COE), grupo de elite montado pela Secretaria da Segurança Pública nos anos 80 para reprimir a ação de criminosos, também falou na entrevista sobre o atual efetivo da Polícia Militar e outros assuntos do mesmo tema, além de opinar sobre a atuação do novo secretário da Segurança Pública do Ceará, delegado federal André Costa, a quem ele tachou de “midiático”, mas elogiou sua atuação pessoal no combate ao crime.

Ouça a entrevista completa do Coronel Gondim