Ubajara Notícias

Ubajara e a onda de violência sem limites

Sem título
Assalto no bairro Monte Castelo

Dois assaltos em único dia. Armas apontadas para a cabeça das vítimas,  agindo com muita violência, levam os pertences e dinheiro, outrora adquiridos com muito trabalho, sem nenhum remorso.  Essa é a realidade da insegurança que assola a população Ubajarense.

Não tive oportunidade de ver imagens do primeiro crime, somente relatos. Esse aconteceu pela manhã dessa segunda-feira em uma loja de eletrodomésticos. Alguns amigos disseram que o assalto só não se concretizou por conta de um policial que passava no momento. Os bandidos fugiram, mas foram pegos logo em seguida.

Pronto. Ubajara estava segura novamente, os criminosos estavam atrás das grades. Mas, como dizem os jovens da era tecnológica, “Só que não”. Um mercadinho do meu bairro que já foi assaltado diversas vezes, novamente virou alvo dos bandidos. Diferente do primeiro crime, dessa vez pude ver a ação dos assaltantes pelas imagens do sistema interno de segurança.

Havia amigos e clientes no estabelecimento quando dois homens encapuzados chegaram colocando a arma no peito da comerciante e exigindo dinheiro . É nítido na cara da empresária, o medo e ao mesmo tempo a decepção de alguém levar o dinheiro do caixa e não poder fazer nada. Os bandidos entraram pela porta da frente e fugiram pelo mesmo lugar.

Ubajara se tornou uma cidade esquecida pelo poder público. Estamos à mercê da violência sem limites. Cansados de padecer. Pois quando somos vítimas dessa violência, os bandidos não levam somente nossos pertencentes, levam nossa dignidade.

Antônio Carlos Camelo
Acadêmico em Jornalismo