Ubajara Notícias

5 motivos provam que o GP da Austrália revelou uma F1 mais interessante em 2017

Depois de muita expectativa, a Fórmula 1 está de volta. Com carros maiores, mais largos e mais nervosos. Mas outra coisa parece ter mudado. Soberana desde 2014, a Mercedes parece já não dominar mais absoluta, e teve de ver Sebastian Vettel conquistar a primeira vitória do ano para a Ferrari, em Melbourne. Esse e outros quatro motivos revela que a categoria tem tudo para ser mais interessante em 2017. Confira abaixo…

1 – Acabou o amor (e, talvez, a hegemonia)

A Mercedes pode ainda ter o melhor carro, mas a hegemonia da equipe alemã parece ter chegado ao fim. Na madrugada deste domingo, Vettel venceu na Austrália após Hamilton ficar preso atrás de Verstappen. Mas não foi só isso. O britânico acabou nesta situação em função da necessidade de entrar nos boxes, já que não tinha mais aderência. Enquanto isso, a Ferrari do alemão ainda completou mais voltas com o composto da largada, mostrando um carro muito mais equilibrado que nos anos anteriores. Quem não gostou nada disso foi o chefe da escuderia alemã, Toto Wolff…

2 – Um estranho no ninho…

Lewis Hamilton sobrou em 2014 e 2015, e por pouco não vence o campeonato de 2016. Se o britânico achou que teria uma vida mais tranquila, em 2017, depois da aposentadoria do arquirrival-companheiro-ex-amigo-de-infância, Nico Rosberg, pode ter se enganado. Com um bom carro e motivado, Sebastian Vettel dá indícios de que será um nova pedra alemã no sapato do tricampeão da Mercedes

3 – Largadas desafiadoras, poucas ultrapassagens e resultados imprevisíveis

 

As mudanças na Fórmula 1 fizeram diminuir o número de ultrapassagens (pera, mas isso é um bom motivo para uma F1 interessante?). Aliada a isso, a nova regra sobre o acionamento da embreagem transfere 100% da responsabilidade para o piloto na largada, diferentemente dos últimos anos. Agora reflita: ainda que as equipes da ponta tenham carros melhores, se os seus pilotos largarem mal (ou até mesmo ficarem presos atrás do tráfego), um resultado antes previsível pode mudar completamente, já que as ultrapassagens estão mais difíceis de acontecer (viu onde queria chegar?).