Ubajara Notícias

Governo justifica garantia para 13 milhões de empregados terceirizados

Os próximos 15 dias serão decisivos para o projeto de lei da terceirização, aprovado pela Câmara dos Deputados na última quarta-feira (22). Esse é o prazo que o presidente Michel Temer dispõe para sancioná-lo.

Nesse meio tempo, Temer aguarda definição do Senado Federal sobre outro texto que trata do mesmo assunto, mas que dá mais garantias ao trabalhador.

Mas, se não passar a tempo, Temer já deixou claro que vai sancionar o projeto, porque considera que ele regulamenta de alguma maneira a terceirização, o que dá segurança jurídica para empregadores e trabalhadores.

O setor de terceirização representa hoje 13 milhões de empregados, sem qualquer garantia legal, destaca o Estado de S. Paulo. O governo avalia que a regulamentação é uma vitória, uma vez que a proposta tramita no Congresso há quase 20 anos.

Ceará News 7