Ubajara Notícias

Rômulo critica comportamento de Marcos: ‘Meio infantil’

Rômulo critica Marcos (Foto: BBB)

Rômulo, eliminado no oitavo Paredão com 65,12% dos votos, participa do Bate-Papo BBB com Paulinho Serra. O diplomata, derrotado por Marcos e Ieda na berlinda desta terça, comenta sua passagem dentro da casa mais vigiada do Brasil, e conta por que resolveu participar do reality, dizendo que queria ver até onde conseguiria iria ir. “O que me levou até lá foi testar limites”, admite Rômulo.

O ex-brother falou sobre sua relação com os membros da Confination, banda criada dentro do BBB17, Ilmar e Marcos e disse não ter curtido a atitude do cirurgião em sua eliiminação, quando o gaúcho se ajoelhou e fez um discurso. “Tem um negócio que me irritava, uma disputa pelo espaço ali e eu falei que a relação dele com a Emilly é utilitária”, comenta Rômulo.

O comportamento do médico dentro da casa foi criticado pelo eliminado, que lembrou a passagem de Claudia Ohana e Ney Latorraca pelo reality e a forma como ele agiu. “Fiquei com vergonha. Meio infantil até”, garante, referindo-se à Festa Zumbi, que teve participação especial dos atores.

Sobre o rótulo de articulador, dado por alguns brothers no BBB17, o brother admite ter este talento, mas não ter feito uso deste recurso na casa. “Tenho essa capacidade, mas não fiz lá”, admite o diplomata.

Rômulo credita sua eliminação ao fato de ter verbalizado este desejo, e também por ter ficado contra Marcos e Emilly: “Se formou um casal que eu acho que tem interesse para o público. Para o público aqui fora é legal, mas para quem está lá dentro é muito chato. Qualquer brincadeira, o casal estragava”.

Amizade com Marcos e Ilmar

O oitavo eliminado da edição admite um pouco de decepção com Marcos e Ilmar, que eram seus parceiros de Confination no início do reality. Ele demonstra não querer amizade com dois e Emilly: “Quando eu entrei, eu me apaixonei pelos dois. Caras da minha idade, que diziam pensar igual a mim. Depois de um tempo você começa a ver que não é assim. Fiquei sem falar com uma galera da casa para dar assunto para eles”, conta.

Emilly, manipuladora?

O ex-brother lembrou com Paulinho Serra sobre a Prova do Líder de resistência em que cedeu a vitória para Emilly: “Um pouco impossível de ela dizer que eu não deixei ela ganhar. Muito doido. Naquele momento, me chamar de insensível, é manipulação. Quando ela me falou que era por causa da comida, eu achei antiético, mas saí”.

Rômulo aproveita e pede espaço para mandar um recado para o pai da gaúcha, Volnei: “Sinto muito ter essa visão da Emilly, mas tenho do que vi lá”.

Futuro Mally

Sobre o relacionamento entre Marcos e Emilly, o diplomata se mostra descrente a respeito de um futuro: “O relacionamento me mostrou um Marcos diferente do que eu conhecia. Se tiver futuro, não entendo mais nada. Amor verdadeiro você nunca trata da forma com que trata lá. Um esculachava o outro, um expunha o outro.”

Já no fim do Bate-Papo BBB, o brasiliense ganhou, na zoeira, vassouras e um balde, para relembrar os tempos de Confination.