Ubajara Notícias

Arqueóloga Rosiane Limaverde morre aos 51 anos no Ceará

Resultado de imagem para Rosiane Lima Verde

Morreu na madrugada desta segunda-feira (20), a arqueóloga e idealizadora da Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri, em Nova Olinda, Rosiane Limaverde Vilar Mendonça. O corpo de Rosiane vai ser cremado nesta terça-feira (21).

Rosiane era compositora, cantora, musicista, pesquisadora, doutora em arqueologia.  Rosiane Lima Verde lutava há 5 anos contra um câncer. Na maior parte da vida ajudou na construção do futuro de centenas de crianças e adolescentes.

Rosiane concluiu doutorado em arqueologia na Universidade Coimbra. A universidade que é uma mais antigas do mundo criou uma comenda em homagem a caririense que pesquisava as raízes do homem sertanejo.

O governador do Estado, Camilo Santana, lamentou a morte da arqueóloga em sua página oficial no Facebook. Na oportunidade Camilo afirmou que “Recebeu com muito pesar a notícia da morte de uma pessoa muito querida e que deu relevante contribuição para a cultura e a arte do Ceará”. E acrescentou: “A Fundação Casa Grande tem desempenhado, desde 1992, um importante trabalho social junto às crianças e jovens cearenses, já tendo sido reconhecida e homenageada por entidades como o UNICEF e o Ministério da Cultura”, disse.

G1 CE