Ubajara Notícias

Polícia prende 2º suspeito de ter atirado em policial civil em Fortaleza

A Polícia Civil conseguiu prender, na noite desta segunda-feira (2), o segundo suspeito de participar do assalto a um policial civil, no Bairro Álvaro Weyne, em Fortaleza. O policial teria reagido ao assalto e acabou baleado.

De acordo com o capitão da Polícia Militar, Danilo Saraiva, um dos bandidos percebeu que tratava-se de um policial e tentou matar a mãe dele. Porém, a arma falhou.

“O policial civil vinha sendo acompanhado por um veículo. Ao chegar na residência da mãe dele ele foi abordado. Um desceu e outros ficaram esperando. Ele tentou levar a moto do policial. Ao subir na motocicleta, já para apreender fuga, o ladrão percebeu que era policial. Ele atirou na mãe dele só que a arma falhou. Ai acertou o policial que mesmo baleado matou o bandido”, explicou o capitão.

De acordo com a secretaria de Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o estado de saúde do policial civil é estável.

O crime
Um policial civil foi baleado nesta segunda-feira (2) durante uma tentativa de assalto na Avenida Dr. Theberge, no Bairro Álvaro Weyne. Um dos suspeitos do assalto foi morto no tiroteio.

Segundo o tenente-coronel Solonildo Uchôa, comandante do policiamento da área, o policial estava passando pela avenida de motocicleta quando foi abordado por dois homens que estavam em um carro. O policial teve pertences, como carteira, celular e bolsa, roubados pelos assaltantes. Quando um deles se preparava para fugir na moto do policial, houve troca de tiros entre o policial e o suspeito.

Conforme a Polícia Militar, o agente foi baleado na região do abdômen durante o confronto. Um dos assaltantes foi atingido e morreu no local. Uma arma de fogo foi apreendida.

Após o tiroteio, o policial civil foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Instituto Dr. José Frota (IJF), no Centro. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima recebeu atendimento médio e se encontra em estado de saúde estável.

G1