Ubajara Notícias

No Twitter, Temer lamenta chacina em Campinas e pede ‘mais paz’ em 2017

Michel Temer se manifestou em rede social sobre a chacina no interior de São Paulo (Foto: Reprodução / Twitter)

O presidente Michel Temer usou neste domingo (1º) sua conta pessoal no microblog Twitter para se manifestar sobre a chacina que deixou 12 pessoas mortas em Campinas (SP) nesta madrugada. Na rede social, o peemedebista – que está descansando com a família em uma reserva administrada pela Marinha no Rio de Janeiro – disse que lamenta “profundamente” as mortes ocorridas no município paulista, prestou solidariedade aos familiares das vítimas e pediu “mais paz” em 2017.

“Lamentamos profundamente as mortes ocorridas em Campinas. Manifestamos nosso pesar junto às famílias”, escreveu o presidente no Twitter.

“Que 2017 seja um ano de mais paz!”, complementou.

O crime ocorreu durante uma confraternização familiar em Campinas. Segundo a Polícia Civil de São Paulo, o técnico de laboratório Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos, invadiu a festa pulando o muro da residência onde acontecia a festa de Réveillon e matou a tiros a ex-mulher, o filho de 8 anos e outras nove pessoas. Após a chacina, de acordo com as investigações, ele cometeu suicídio.

Onze vítimas morreram no local e outra no Hospital de Clínicas da Unicamp. Três pessoas continuam internadas em hospitais do município.

Uma testemunha ouviu o atirador dizer que ia matar a ex-mulher porque ela tirou a guarda do filho.

Michel Temer está desde a última quinta-feira (29) com a mulher, Marcela, e o filho caçula, Michelzinho, na restinga de Marambaia, que já foi frequentada pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva.

A previsão é de que Temer retorne para a capital federal nesta segunda-feira (2).

G1