Ubajara Notícias

Estados em calamidade financeira tiveram contas aprovadas por Tribunais de Contas

Estados em calamidade financeira tiveram contas aprovadas por Tribunais de Contas

Na semana em que deputados estaduais decidiram que a responsabilidade na fiscalização das contas de municípios será do Tribunal de Contas do Estado (TCE), uma reportagem publicada na edição deste domingo (25) do O Globo mostra que prefeitos que assumirão cargos no próximo ano poderão ter menos dor de cabeça com os gastos públicos.

Segundo a publicação carioca, os tribunais de contas deram aval para a gestão financeira de estados que hoje enfrentam dificuldade até para pagar o salário dos funcionários.

Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Goiás tiveram as contas de 2015 aprovadas, e são os que apresentam as piores notas na avaliação financeira da Secretaria do Tesouro Nacional. Por esse motivo, a falta de atuação mais rigorosa na fiscalização da administração orçamentária faz com que o papel dos tribunais de contas estaduais (TCEs) seja colocado em xeque, ressalta O Globo.

Segundo especialistas, as nomeações políticas dos conselheiros contribui para que os pareceres das áreas técnicas sejam minimizados no julgamento das contas.

As contas dos governos são analisadas nos TCEs por sete conselheiros, em sua maioria nomeados por indicação dos governadores, e enviadas para julgamento final nas assembleias legislativas.

Levantamento realizado em 2014 pela ONG Transparência Brasil mostrou que 80% dos conselheiros de tribunais de contas pelo país ocuparam anteriormente cargos políticos.

 

Ceará News 7