Ubajara Notícias

Polícia apreende 148 kg de cocaína

Equipes da Polícia Federal (PF) e da Polícia Militar do Ceará (PMCE) conseguiram interceptar e prender dois homens que portavam 148 quilos de cocaína escondidos em dois veículos e que tentavam entrar em Fortaleza, na madrugada de ontem.

A Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e a Polícia Federal descobriram a partir de uma denúncia anônima que uma carga de drogas estava sendo transportada para a capital cearense e realizaram uma barreira no quilômetro 22 da BR-222, no município de Caucaia.

Os alvos eram dois veículos, uma Toyota Hilux de cor branca e um Fiat Doblò de cor prata. Uma patrulha do Comando Tático Motorizado (Cotam) foi acionado para a ação e deu apoio aos federais. O motorista do Doblò resistiu a ordem para parar o automóvel e tentou furar a barreira, mas foi contido. Nos dois veículos foram encontrados os 148 quilos de cocaína escondidos em pisos falsos.

A informação que a Polícia tinha era de que a droga vinha do estado do Maranhão para o Ceará, entretanto os suspeitos disseram que receberam o material ilegal no município de Itapipoca, a 135Km de Fortaleza.

Os dois homens presos, que não tiveram a identidade divulgada para não atrapalhar a continuação das investigações. A dupla e a droga apreendida foram levados para a sede da Polícia Federal (PF) no Ceará.

Cheques roubados

Enquanto realizavam a barreira policial para frear o tráfico de drogas, na BR-222, policiais federais e militares registraram outra ocorrência na rodovia federal e efetuaram a prisão de três suspeitos que portavam armas e um malote de cheques roubado.

A Polícia parou um veículo Toyota Corolla de cor preta e descobriu que o motorista e os dois passageiros, todos membros de uma mesma família, estavam fugindo após roubarem um malote contendo mais de 100 cheques, no município de Itapajé, a 128Km da Capital.

Francisco Cesar Bessa, 30, Edson de Sousa Maia, 37, e Iharru Maia de Sousa, 23, ainda portavam dois revólveres de calibre 38 e foram presos em flagrante.

O delegado Regional de Combate ao Crime Organizado (DRCOR), da PF, Wellington Santiago, esclareceu que as duas ocorrências não têm relação: “Foram prisões distintas, entretanto o alvo principal da ação policial foi a abordagem aos veículos com drogas”, Santiago afirmou que “a Polícia Federal está intensificando o acompanhamento das quadrilhas dedicadas ao tráfico de drogas, e fortalecendo a colaboração entre instituições – como é o caso da PM, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal”.

Diário do Nordeste