Ubajara Notícias

Detran da Maraponga volta a realizar exames de CNH em Fortaleza

Eles reivindicam equiparação do valor da gratificação de produtividade pago aos servidores da ativa e afirmam que vão permanecer no local até a direção do Detran  aceitar a reivindicação. (Foto: Divulgação)
Eles reivindicam equiparação do valor da gratificação de produtividade pago aos servidores da ativa e afirmam que vão permanecer no local até a direção do Detran aceitar a reivindicação. (Foto: Divulgação)

A sede do Detran, sede Maraponga, voltou a realizar exames de candidatos a obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), nesta sexta-feira (2). Cerca de 200 servidores aposentados do Detran estavam acampados desde o dia 22 de novembro impedindo a realização de exames de direção. Eles reivindicavam equiparação do valor da gratificação de produtividade pago aos servidores da ativa.

Segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Estado (Sindetran), Eliene Uchôa, nesta quinta-feira (1º) à noite, houve uma reunião entre manifestantes, jurídico do Detran e do Sindetran e ficou acertada a realização de novas reuniões para estudar as propostas estabelecidas dos servidores aposentados.

“Houve um avanço. Tivemos duas reuniões. Primeira com o superintendente do Detran e outra com jurídico do órgão como também jurídico do sindicato. Ficou combinado que se terminássemos o protesto, a direção do Detran, sentaria conosco para reabrir o diálogo com a categoria que antes estava encerrado”, explica Eliene.

Segundo Eliene, a direção do Detran ficou de analisar todas as reivindicações e fornecer uma proposta em um prazo mais breve possível. “O que consideramos um avanço foi que foi reforçado um avanço. Agora vamos esperar se o nosso pedido vai ser atendido pela direção do órgão”.

Exames em via pública
Segundo o Detran, os testes foram feitos em via pública e nenhum candidato ficou prejudicado. Sobre as provas serem feitas em via pública, Eliene Uchôa, criticou a forma de como os exames foram feitos durante a paralisação. Segundo a presidente do Sindetran as provas foram feitas de maneira errada e porque as ruas não têm as condições que a resolução (do Conselho Nacional de Trânsito) exige.

Já o Detran informou que o órgão trabalha rigorosamente de acordo como manda a lei e dentro das resoluções do Conselho Nacional de Trânsito. Ainda segundo o Detran, provas em via pública são permitidas tanto pelo Contran e Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

O Detran disse que nesta sexta-feira, cerca de 400 alunos, devem participar da prova de direção na sede do órgão no Bairro Maraponga.

G1 CE