Ubajara Notícias

Autores de ataques racistas à filha de Bruno Gagliasso têm sigilo quebrado

Autores de ataques racistas à filha de Bruno Gagliasso têm sigilo quebrado, como indicou a delegada responsável pelo caso nesta segunda-feira, dia 21 de novembro de 2016

Bruno Gagliasso denunciou ataques racistas sofrido por sua filha, Títi, de 3 anos, nas redes sociais, na semana passada. E, com o andamento das investigações, os responsáveis pelo crime cibernético à menina, sempre clicada em looks cheios de estilo ao lado do pai e da mãe,Giovanna Ewbank, estão prestes a serem punidos.

Responsável pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI),onde Bruno esteve mais de uma vez após a denúncia, a delegada Daniela Terra confirmou que a Justiça autorizou o pedido de quebra de sigilo. “Estamos apenas aguardando a resposta de administradores do Facebook e Instagram para seguirmos com a investigação”, disse em entrevista ao jornal “Extra” nesta segunda-feira (21).

Bruno Gagliasso quer ter mais três filhos: ‘Daqui a 10 anos’

Em recente entrevista, Bruno Gagliasso contou que quer ter mais três filhos. “Daqui a 10 anos, eu me imagino com 4 filhos, morando entre Fernando de Noronha, Secretário (cidade da região serrana do RJ) e Rio de Janeiro. A gente vai para Fernando de Noronha com a família toda. Titi já conhece bem Fernando de Noronha”, contou o ator, sobre o arquipélago pernambucano no qual irá inaugurar uma pousada no Réveillon deste ano.

MSN