Ubajara Notícias

Prefeito de Canindé é afastado por desviar pagamentos de empréstimo consignados de servidores

Prefeito de Canindé é afastado por desviar pagamentos de empréstimo consignados de servidores

A 2ª Vara de Justiça de Canindé decreto, na última segunda-feira (14), o afastamento cautelar do prefeito, Francisco Celso Crisóstomo Secundino (PT), e do secretário de Finanças, Francisco Arlindo Andrade Sousa, durante 60 dias para evitar possíveis danos às investigações de atos de desmonte após as eleições municipais.

A prefeitura de Canindé está sendo acusada, com base em provas cedidas por instituição financeira, de descontar, em folha, as parcelas dos empréstismos consignados dos servidores e dar destino incerto aos valores, em vez de repassá-los ao banco.

Segundo a instituição financeira, mais de mil servidores estão com pendências financeiras no mês de setembro devido ao “extravio” dos valores. Segundo a Justiça, além de visar a coibir práticas danosas ao patrimônio público, o afastamento se dá para evitar que o prefeito e o secretário obstruam as investigações produzindo ou destruindo documentos.

Celso Crisóstomo foi derrotado nas urnas por Rozario Ximenes (PMDB), que alcançou 47,35% dos votos. O petista somou apenas 25,11%.

Desmonte

O relatório da fiscalização do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) apontou ainda que a Prefeitura possui débito superior a R$ 2 milhões somente referente aos empréstimos consignados e, somando-se as pendências de exercícios anteriores, de janeiro a outubro de 2013, a cifra chega a R$ 4.500.089,04 reais.

Segundo relatório destaca ainda relatos formais e informais que evidenciam “a ocorrência de descontinuidade ou precarização dos serviços públicos essenciais mais sensíveis à população local, bem como a exoneração em massa de agentes públicos e atraso em seus salários”.

Obstrução

A diligência de fiscalização do TCM encontrou dificuldades em realizar a inspeção devido “a negativa e retardo em franquear aos técnicos inúmeros documentos solicitados, constatou-se a ousadia dos agentes públicos la presentes em realizar a ‘montagem’ de inúmeros procedimentos simultaneamente à realização da inspeção”.

Ceará News 7