Ubajara Notícias

Tasso ‘releva’ ataques de Ciro por acreditar que ex-ministro ‘não está bem’ e precisa de ajuda

Tasso 'releva' ataques de Ciro por acreditar que ex-ministro 'não está bem' e precisa de ajuda

O senador Tasso Jereissati (PSDB) explicou, na segunda-feira (14), o motivo de não revidar os ataques do ex-ministro Ciro Gomes (PDT): “Ele (Ciro) não está bem”.

 

Tasso, que já foi o padrinho político dos irmãos Ciro e Cid Gomes (PDT), acredita que Ciro está enfrentando sérios problemas e precisa de ajuda.

 

Para Tasso, as “ofensas e insultos gratuitos” de Ciro são mais um indício de que Ciro precisa de ajuda médica. Tasso lamenta o comportamento agressivod o ex-aliado, a quem ajudou a chegar ao Palácio da Abolição, em 1991, e também o irmão Cid, em 2006).

 

O comportamento agressivo de Ciro pode ainda prejudicar a candidatura à presidência em 2018. Recentemente, foi lançada a campanha para que a esquerda se una em 2018 e lance um candidato único, escolhido através de prévias.

 

Ataques

 

Em entrevista recente ao blog Sobral de Prima, Ciro chamou Tasso e o senador Eunício Oliveira (PMDB) de “picaretas-mor”, ainda acusando-os de financiarem uma “indústria de picaretas”.

 

Apelo à família

 

O coronel da Polícia Militar do Ceará Francisco Horácio Marques Gondim apelou, através das redes sociais, à família de Ciro para internet o ex-governador a fim de recuperá-lo do vício em drogas.

Ceará News 7