Ubajara Notícias

Alvarez admite má atuação diante de McGregor: “Eu fiz uma luta estúpida”

Conor McGregor Eddie Alvarez UFC 205 (Foto: Getty Images)

Destronado por Conor McGregor do posto de campeão peso-leve do Ultimate, no sábado, na luta principal do UFC 205, em Nova York, Eddie Alvarez ainda digere o nocaute técnico sofrido no segundo round, contra o irlandês. O americano – que tentava defender pela primeira vez o título conquistado em julho – admitiu que sua performance foi aquém do esperado.

– Eu fiz uma luta ruim. A ideia não era entrar lá e ficar plantado diante dele. Eu não fiz uma luta boa. Começamos jogando chutes, que foram bem sucedidos. Eu deveria ter começado a desferir mais. A ideia era ir lá e usar o wrestling contra um cara que gosta de boxear. Eu não fiz isso. Não tenho certeza por que não fiz e paguei por isso. Ele capitalizou – declarou Alvarez, em entrevista ao site “MMA Junkie”.

Alvarez acrescenta que não seguiu a estratégia traçada por sua equipe e acredita que o bate-boca com McGregor nos dias que antecederam o evento o ajudou a apostar mais na trocação do que se imaginava anteriormente.

– Serei o primeiro a admitir que não era minha intenção entrar nessa luta. Foi estúpido, uma tolice, e paguei por não seguir a estratégia. Não me ative ao nosso plano de luta. Peço desculpas… Fiz uma luta estúpida, não foi uma boa luta. Estou na luta há anos e nunca me definir por vitórias ou derrotas. O jogo é esse.

O americano também se surpreendeu com a agilidade de McGregor, que soltava seus golpes com extrema rapidez. O então campeão sofreu mais de um knockdown antes de ser liquidado na segunda etapa.

– Foi mais rápido e me pegou. Na primeira vez que caí, lembro que foi como: “Ei, isso foi rápido, seja lá o que tenha sido”. Estive lá muitas vezes na minha carreira, caí muita vezes, mas não entrei em pânico, mantive a minha compostura e voltei. A velocidade e o tempo dele foram muito bons.

UFC 205
12 de novembro, em Nova York (EUA)
CARD PRINCIPAL
Conor McGregor venceu Eddie Alvarez por nocaute aos 3m04s do R2
Tyron Woodley x Stephen Thompson foi declarada empate majoritário (47-47, 47-47 e 48-47)
Joanna Jedrzejczyk venceu Karolina Kowalkiewicz por decisão unânime (triplo 49-46)
Yoel Romero venceu Chris Weidman por nocaute técnico aos 24s do R3
Raquel Pennington venceu Miesha Tate por decisão unânime (29-28, 30-27 e 30-27)
CARD PRELIMINAR
Frankie Edgar venceu Jeremy Stephens por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Khabib Nurmagomedov venceu Michael Johnson por finalização aos 2m31s do R3
Tim Boetsch venceu Rafael Natal por nocaute técnico aos 3m22s do R1
Vicente Luque venceu Belal Muhammad por nocaute aos 1m19s do R1
Jim Miller venceu Thiago Pitbull por decisão unânime (30-27, 29-28 e 30-27)
Liz Carmouche venceu Katlyn Chookagian por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

Globo Esporte