Ubajara Notícias

‘Atrasada’ no Enem descobre que prova foi adiada para ela: ‘aliviada’

Candidata achava que havia chegado atrasada ao local de prova, mas descobre que exame foi adiado para ela (Foto: Lena Sena/G1)
Candidata achava que havia chegado atrasada ao local de prova, mas descobre que exame foi adiado para ela (Foto: Lena Sena/G1)

Paloma de Souza Monteiro, de 16 anos, achou que havia chegado atrasada ao local de prova do Exame Nacional do Ensino Médio e descobriu no local que o concurso será adiada para ela mais 430 pessoas inscritos na Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC). Com a ocupação, o campus foi o único local de prova do Ceará afetado pelo adiamento.

Estou me sentido aliviada, pois achava que o portão já havia sido fechado e eu não poderia fazer a prova”, relata a estudante. Ela é estudante do 2º ano do Ensino Médio e iria fazer o Enem pela primeira vez. De acordo com a jovem, ela não chegou mais cedo por conta do engarrafamento. “Achei que seria tempo, mas agora aprendi a lição para vir mais cedo em dezembro”.

Relatos de atraso
No Ceará, os portões para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio foram fechados ao meio-dia deste sábado (5), data do primeiro dia do concurso. Trânsito congestionado, trabalho, horário de verão foram alguns dos relatos que candidatos atrasados justificaram para perder o horário.

José Renato Silva de Sousa chegou apenas segundos após o fechamento dos portões. “Meu horário de sair do trabalho era 11h10, vim de ônibus e um caminhão parado na pista atrapalhou o trânsito. Agora é nada, só tentar a próxima vez de novo, no próximo ano.” Ele iria tentar em curso de Engenharia Mecânica.

Francisca Sandra Melo é estudante e conta que perdeu o horário por causa do horário de verão. Os portões fecham às 13h conforme o horário de Brasília, no Ceará, o fechamento é meio-dia. “Me confundi com o horário de verão, não sabia que tinha o horário atrasado no Ceará e me atrapalhei. Agora só no ano que vem, dessa vez vou chegar mais cedo.”

Ocupação na UFC
O estudante Odacir Carneiro da Silva, 23 anos, foi o primeiro a chegar neste sábado (5) para fazer prova do Enem no prédio ocupado da Faculdade de Educação, da Universidade Federal do Ceará (UFC), e recebeu a informação do segurança de que não haverá exames no local. Assim como Odacir, muitos alunos foram ao local e tiveram de voltar para casa. Eles terão de fazer a prova nos dias 3 e 4 de dezembro.

Sem saber do problema, ele chegou por volta de 9h15 ao portão de acesso à unidade. “Hoje de manhã olhei no site no Inep e não havia nenhuma informação de que não haveria prova no local. Foi uma decepção porque passei o ano me preparando e agora descubro que não poderei relizar o Enem neste fim de semana”, disse Odacir. A unidade foi incluída na mais recente lista de locais ocupados onde não haverá Enem. Alguns alunos receberam o aviso do Inep sobre adiamento mas já estavam em frente ao portão.

G1