Ubajara Notícias

Profissionais da Segurança lançam nota contra Ciro e lembram fracassos da Refinaria e Transnordestina

Profissionais da Segurança lançam nota contra Ciro e lembram fracassos da Refinaria e Transnordestina

A Associação dos Profissionais da Segurança (APS) lançou, neste domino (30), nota de repúdio a fala nas redes sociais onde ex-ministro Ciro Gomes desqualifica os servidores estaduais militares, classificando-os de ‘samangos frouxos'”.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE REPÚPIO

A Associação dos Profissionais da Segurança (APS) repudia veementemente a fala nas redes sociais onde ex-ministro Ciro Gomes desqualifica os servidores estaduais militares, classificando-os de “samangos frouxos”. Vale lembrar que estes, a quem ele atinge, já salvou a vida do seu filho, em local ermo na Praia de Iracema, onde conhecidamente trafica-se entorpecentes.

Lembramos também que estes profissionais fazem um serviço essencial para o Estado, e que o seu irmão, quando era governador, foi eleito e reeleito em cima de promessas envolvendo a nossa categoria. Que no seu segundo mandato, carregando uma crosta de sordidez e Ingratidão conosco, nos enganou como é do seu feitio, o que motivou a nossa paralisação em 2011, e no primeiro dia do nosso movimento paredista esbravejava aos quatro ventos que não negociava com categoria em greve e se dobrou a esta classe em menos de 05 dias.

Temos força e não esquecemos disso, só nos mantemos quietos por achar que sociedade cearense não merece outra greve, em meio a uma crise política e financeira, muito embora o governador Camilo Santana esteja faltando conosco, mas não somos irresponsáveis. Também não somos “samangos” ou preguiçosos como você nos desqualificou aos seus vassalos, menos ainda “frouxos”.

Sangramos diariamente por este Estado, damos a nossa vida pela sociedade. Já fizemos mais pelo cidadão cearense, como instituição do que qualquer político, Os milhões gastos na Transnordestina, no terreno para colocar placa enferrujada de uma Refinaria prometida por você e sua prole, são a prova das nossas alegações. Realizamos a nossa missão, muitas vezes, até sem os meios necessários, com coletes vencidos e armas desproporcionais a dos bandidos que hoje invadem este Estado, e fazem passeata na sua terra natal.

Somos homens e mulheres de honra e de certo que sua língua, esta sim, frouxa, se voltará contra você em 2018.