Ubajara Notícias

Motoristas do Uber protestam contra apreensões e pedem regularização

Motoristas protestaram nesta segunda-feira (31) (FOTO: TV Jangadeiro/Barra Pesada)
Motoristas protestaram nesta segunda-feira (31) (FOTO: TV Jangadeiro/Barra Pesada)

Centenas de motoristas que prestam serviço para o aplicativo do Uber se reuniram nesta segunda-feira (31), na Avenida Bezerra de Menezes, para protestar contra as últimas apreensões dos veículos. Eles também pediram a regularização do serviço em Fortaleza.

No Uber há 3 meses, Ítalo Queiroz teve o carro apreendido nesta manhã e estava presente na manifestação. “Nós queremos pagar imposto, ser regularizados. Tive meu carro apreendido hoje quando estava com um passageiro. Nós queremos trabalhar como qualquer cidadão”, desabafou o motorista.

Ítalo ainda acrescentou que esse é apenas o início dos protestos. “Temos quase 4 mil pessoas cadastrados no Uber espalhados por aqui. Em todo canto do Brasil já foi regularizado, e aqui também tem que ser. Não pode acontecer essa guerra entre nós e os taxistas”, declarou.

A grande tentativa dos motoristas cadastros no aplicativo é que liminares sejam disponibilizadas para um maior número de condutores, enquanto não há regularização da Prefeitura de Fortaleza. Nesta segunda-feira (31), a Defensoria Pública ingressou com uma ação para a liberação do Uber.

Sobre o aplicativo

Fortaleza foi a terceira capital do Nordeste a receber o serviço, que existe em 11 cidades brasileiras e já possui o serviço regulamentado em São Paulo. O Uber chegou ao Brasil em 2014, quando começou a agendar caronas no Rio de Janeiro.

Ele já está na capital cearense há 6 meses. Com a ação civil pública movida pela Defensoria Pública, caso o pedido seja apreciado pelo juiz correspondente, a liminar beneficiará todos que prestam este serviço.

Com informações da repórter Luciano Lemos, do Programa Barra Pesada

Tribuna do Ceará