Ubajara Notícias

Temer recebe presidente de Portugal e o próximo secretário-geral da ONU

Resultado de imagemO presidente Michel Temer recebeu na manhã desta segunda-feira (31), no Palácio do Planalto, o próximo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o português António Guterres. Logo em seguida, foi a vez de Temer receber o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa. As autoridades foram a Brasília participar de uma cúpula que reúne países de língua portuguesa.

Guterres chegou ao encontro por volta das 10h30 (veja o vídeo acima) e, apesar de não ser um chefe de Estado, subiu a rampa do palácio. O português teve o nome aprovado para dirigir a ONU pela Assembleia-Geral da entidade no último dia 13.

Segundo a assessoria do Ministério das Relações Exteriores, Temer vai parabenizar o Guterres pelo cargo e, em seguida, vai discutir com ele questões referentes ao cenário internacional.

Um dos temas deve ser uma reforma no Conselho de Segurança da ONU. O Brasil vem defendendo nos últimos anos a criação de mais assentos permanentes no colegiado com poder de veto.

Já a visita de Rebelo terá um caráter de cortesia. A conversa será mais rápida e sem se aprofundar tanto nos temas relacionados a Brasil e Portugal. Isso porque, no dia seguinte, Temer receberá a visita oficial do primeiro-ministro português,António Costa, ocasião em que o diálogo deverá ser mais extenso.

Nesta segunda, o peemedebista ainda vai recepcionar o presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, o vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, e o presidente de Timor Leste, Taur Matan Ruak.

Conferência de países de língua portuguesa
Depois das recepções no Planalto, Temer e os demais chefes de Estado seguirão para a 11ª Conferência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que acontece nesta segunda e terça no Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores, em Brasília.

A comunidade, criada em 1996, reúne: Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Entre os objetivos do grupo estão reforçar a diplomacia e cooperação entre os seus integrantes, além de difundir a língua portuguesa.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o evento deste ano terá como foco o desenvolvimento sustentável e vai marcar a volta do Brasil à presidência do grupo. O primeiro mandato foi de 2002 a 2004. Agora, o Brasil vai exercer a função até 2018.

Na conferência, Temer participará tanto da sessão de abertura quanto da sessão de trabalho. Antes, ele deverá tirar uma foto oficial com os chefes das demais delegações. Pela manhã, enquanto o presidente recebe Guterres e Rebelo, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, vai se reunir com os ministros dos países da comunidade de língua portuguesa para falar de temas econômicos.

Após a conversa, Serra vai oferecer um almoço no Itamaraty para todos os participantes da Conferência. Às 20h, Temer vai promover um jantar no Palácio da Alvorada aos chefes de Estado.

Primeiro-ministro de Portugal
Na manhã desta terça (1º), Temer deverá encerrar o evento dos países de língua portuguesa e dar uma declaração à imprensa no Itamaraty. À tarde, ele se reunirá com o primeiro-ministro de Portugal.

No encontro bilateral, a 12ª Cimeira Brasil-Portugal, ambos tratarão de comércio, investimentos, cooperação em defesa, energia e de ciência, tecnologia e inovação, informou o Ministério das Relações Exteriores. Também estará na pauta a situação dos refugiados na Europa.

À noite, Temer oferecerá mais um jantar, desta vez no Ministério das Relações Exteriores e somente para a delegação portuguesa.

G1