Ubajara Notícias

PM retira alunos de escolas ocupadas em Campinas e leva para delegacia

Uma quarta escola estadual, Antônio Carlos Lehman, havia sido ocupada na noite desta quarta (26) e também deverá fazer parte da ação da PM de reintegração de posse, segundo a Polícia Civil. Se nenhuma irregularidade ou vandalismo for constatado nas escolas, os estudantes serão liberados.

Os alunos protestam contra a reforma no ensino médio proposta do governo federal e contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos. A PEC foi aprovada em segundo turno pela Câmara dos Deputados e a análise segue para o Senado.

A Polícia Civil informou que, por volta das 8h30, aproximadamente 15 alunos de uma das unidades, a Escola Estadual Hugo Penteado, aguardavam para prestar depoimento.

Ainda de acordo com a polícia, a manifestação dos alunos ocorreu de forma pacífica e não deve ser considerada criminosa. O depoimento dos estudantes deve ser colhido para ser feito o registro.

A Secretaria Estadual de Educação confirmou que as escolas foram desocupadas na manhã desta quinta. De acordo com o órgão, não existem ocorrências de escolas ocupadas neste momento na região de Campinas.

Alunos foram levados para a delegacia em ônibus da PM, em Campinas (Foto: Márcio Silveira / EPTV)
Alunos foram levados para a delegacia em ônibus da PM, em Campinas (Foto: Márcio Silveira / EPTV)

Ruy Rodrigues
A Escola Estadual Ruy Rodrigues foi uma das desocupadas nesta quinta. Ao menos 15 pessoas estavam no colégio na data da ocupação, na última segunda (24).

De acordo com a vice-diretora da unidade, Márcia Beffa, não houve problemas durante a desocupação. “Foi pacífica, eu estava presente no momento. Tinha advogados e o conselho tutelar”, informa.

Para Márcia, a manifestação dos estudantes é válida. “A atitude não foi de vandalismo, foi pensando no futuro deles. Eles cuidaram da escola, não fizeram nada de errado. Estão de parabéns pela atitude”, diz a vice-diretora.

Durante a ocupação, nenhum dano foi registrado na unidade. “Já estou com o relatório, já houve vistoria, a escola está em ordem, sem nada quebrado”, conta Márcia. Ela não soube confirmar se haverá aula no período da tarde desta quinta.

Ruy Rodrigues ainda mantinha cartazes de ocupação, mesmo após reintegração de posse, em Campinas (Foto: Márcio Silveira / EPTV)
Ruy Rodrigues ainda mantinha cartazes de ocupação, mesmo após reintegração (Foto: Márcio Silveira/EPTV)

Carlos Alberto Galhiego
Também houve reintegração de posse na Escola Estadual Carlos Alberto Galhiego, ocupada na última terça-feira (25). De acordo com um coordenador da unidade, que não quis ser identificado na reportagem, a desocupação foi pacífica. A escola informou que a diretora da unidade foi à delegacia para registrar o caso.

O coordenador confirmou que as aulas devem retornar no período da tarde, e que os professores e os responsáveis pelos alunos estão sendo informados.

Hugo Penteado Teixeira
Na Escola Estadual Hugo Penteado Teixeira a desocupação também aconteceu de forma pacífica. “Estamos aguardando na seccional, não sei se todos vão prestar depoimento”, conta a estudante de 16 anos, que participou da manifestação.

A escola foi ocupada na última terça-feira, sem incidentes. Ao menos 45 pessoas participaram da ocupação naquele dia.

Polícia permaneceu na frente da escola Carlos Alberto Galhiego após desocupação, em Campinas (Foto: Márcio Silveira / EPTV)
Polícia permaneceu na frente da escola Carlos Alberto Galhiego (Foto:Márcio Silveira/EPTV)

Primeira escola ocupada
No dia 11 de outubro, estudantes ocuparam a Escola Newton Pimenta Neves, no Jardim Aeroporto. O protesto durou dois dias, terminou quando a Polícia Militar desocupou a unidade e levou os estudantes à delegacia.

O ato inflamou os alunos que realizaram uma manifestação no dia 18 de outubro, no distrito do Ouro Verde. O protesto terminou com jovens apreendidos após confusão com a Guarda Municipal. Imagens divulgadas pela EPTV, afiliada da TV Globo, mostram o momento em que um estudante recebe uma descarga elétrica de uma pistola de choque e cai no chão; clique para assistir ao vídeo.

Estudante é dominado por guardas e recebe descarga de pistola de choque em Campinas (Foto: Denny Cesare)
Estudante é dominado por guardas e recebe descarga de pistola de choque (Foto: Denny Cesare)

G1