Ubajara Notícias

Tenente morto em assalto é sepultado

O tenente da Polícia Militar do Ceará, Marcos Paulo Lira, de 32 anos, foi sepultado na manhã de ontem, no Cemitério Jardim Metropolitano, em Eusébio. O militar que era lotado na 1ª Companhia do 5º Batalhão foi morto após tentativa de assalto no bairro Montese. O PM havia entrado em uma loja de celulares no bairro, na manhã da última sexta (14), sem perceber que ocorria um roubo no local. Dois assaltantes dispararam contra ele, que foi baleado na cabeça.

A solenidade contou com a presença de familiares, amigos, colegas da PMCE e de outros agentes de segurança pública do Estado, incluindo o Corpo de Bombeiros, Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), Perícia Forense e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O velório teve início desde a noite de sexta (14). A família aguardava a chegada de uma irmã do PM, residente no exterior. Marcos Paulo deixa uma filha de apenas cinco meses de idade, e a esposa Raquel, com quem era casado há dois anos.

Trajetória

Segundo informações da assessoria de comunicação da PM-CE, ele estava há sete anos na Polícia. Entrou como soldado, fez concurso para oficial e há três meses exercia a função de subcomandante da 1ª Cia/5º BPM.

Marcos Paulo Lira foi morto após, de dois anos para cá, ter se formado em Direito e adquirido o certificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

“Fui colega dele de turma (no curso de Direito). Trabalhamos no mesmo batalhão. Ele era muito estudioso, preparado, os colegas tiravam dúvidas jurídicas com ele”, retalou o tenente Matheus Orbañanos.

A PM homenageou Marcos Paulo com uma guarda fúnebre, composta por 15 homens. A cerimônia contou com uma salva de tiros ao alto, toque fúnebre e reverências ao PM, antes do sepultamento do corpo.

Diário do Nordeste