Ubajara Notícias

Temer diz que respeita, mas não ‘leva em conta’ pesquisas de aprovação

Resultado de imagemO presidente Michel Temer, em entrevista à rádio Jovem Pan nesta quinta-feira (6), afirmou que respeita, mas não leva em conta resultados de pesquisas sobre a aprovação do governo.

Ele foi questionado sobre o levantamento do Ibope, encomendado pela CNI e divulgado nesta segunda-feira (4), que mostrou que 14% dos eleitores aprovam o governo e 39% reprovam.

“Para mim, com toda franqueza, eu não levo em conta. Respeito, mas não levo em conta. Se chegar ao final do govenro com 5% de aprovação e os 12 milhões de desempregados tiverem empregados, me dou por saitisfeito. Eu quero ter o apoio dos que agora estão desempregados”, afirmou o presidente.

Temer voltou a afirma que não será candidato em 2018. “Governar o Brasil é honroso, mas dá muito trabalho. Tendo chegado à presidência, não vejo razão para pensar em reeleição”, completou.

O presidente também foi questionado sobre a mobilização do governo para aprovar no Congresso a proposta de emenda  à Constituição (PEC) que estabelece um teto para os gastos da União. A iniciativa é uma das principais apostas da gestão Temer para reverter o rombo nas contas públicas e superar a crise na economia.

Para o presidente, o governo vai conseguir aprovar o texto com “ampla maioria”. “Não há esse receio [de o teto não passar]. Nós vamos ter uma ampla maioria. Precisamos de 308 votos. Ao longo do tempo, a sociedade sempre cobrou que o estado contivesse seus gastos”, afirmou Temer.

G1