Ubajara Notícias

Decretada a prisão preventiva de acusado de matar a menina Rakelly

Rakelley foi encontrada em uma cacimba, três dias após ser assassinada. O caseiro confessou ter matado e estuprado a menina

A Justiça decretou nessa terça-feira (27) a prisão preventiva do caseiro José Leonardo de Vasconcelos Gracindo. Ele é acusado de estuprar e matar a menina Rakelly Matias Alves, de oito anos.

De acordo com o juiz Edísio Meira Tejo Neto, da Vara Única da Comarca de Itaitinga, a prisão do caseiro é indispensável para a garantia da ordem pública e da credibilidade da Justiça. “Os crimes chocaram bastante o meio social e trouxe grande sensação de insegurança e vulnerabilidade a toda comunidade”, completa o magistrado.

Tejo Neto ressaltou ainda que nos autos estão presentes os requisitos legais indispensáveis à prisão cautelar. “Entendo que a confissão do acusado, aliado ao depoimento dos policiais civis e testemunhas, bem como diante da própria situação em que realizada prisão, são aptos ao reconhecimento dos indícios de autoria no caso”, afirma.

 

José Leonardo foi preso em flagrante no dia 24 acusado de três crimes: estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Em depoimento, ele confessou o delito e em seguida, a promotoria de Justiça da comarca pediu a conversão do flagrante em preventiva.

A menina Rakelly Matias Alves foi encontrada morta no último dia 24, dentro de uma cacimba no sítio em que o acusado morava. Ela estava desaparecida desde o dia 21. O caseiro, que era vizinho da família da vítima, é o principal acusado do crime.

Diário do Nordeste