Ubajara Notícias

Fat Family é morto durante operação da PM

A Polícia Civil confirmou ontem a morte de Nicolas Labre Pereira de Jesus, 28, conhecido como Fat Family. Ele é acusado de envolvimento com o tráfico de drogas. Nicolas foi baleado, na manhã de ontem, em meio a uma ação policial contra o tráfico de drogas, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Outras duas pessoas, cuja identidade não foi revelada, também foram mortas durante a operação. Foram apreendidos com as vítimas três fuzis, drogas e material para endolação (ato de embalar drogas para a venda).

A operação aconteceu na localidade de Itaoca, onde está instalada a maioria das antenas de transmissão das emissoras de rádio do Rio. O local é de difícil acesso e para se chegar à comunidade é preciso percorrer uma estrada de terra batida.

Por causa da ocorrência, o comércio na Rua do Catete, na zona sul do Rio de Janeiro, foi fechado no início da tarde. Segundo comerciantes, traficantes passaram de moto avisando que as portas deveriam ser fechadas. O comércio da área próxima ao acesso ao Morro Santo Amaro, onde Fat Family comandava a venda de drogas, também foi fechado.

Resgatado em hospital

Em 19 de junho, o criminoso foi resgatado do Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio, onde estava internado sob custódia da PM. Na época, homens armados invadiram o hospital e trocaram tiros com os policiais. O vigilante Ronaldo Luiz Marriel de Souza, que estava na unidade, acabou atingido por uma bala perdida e morreu. Um policial e um técnico de enfermagem também ficaram feridos.

Fat Family era um dos principais procurados pela polícia no Rio. O Disque Denúncia chegou a oferecer recompensa por informações do criminoso e recebeu 238 denúncias sobre o esconderijo de Fat Family. Das 238 ligações, 55 apontavam que o esconderijo do traficante era no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo.

(Agência Brasil)