Ubajara Notícias

“Provem uma corrupção minha, que eu irei a pé para ser preso”, diz Lula

Em pronunciamento nesta quinta-feira, 15, em hotel em São Paulo, o ex-presidente Lula falou que acusações contra ele na Operação Lava Jato são “mentira”. Na reunião do PT, Lula desafiou a investigação a provar que ele cometeu algum crime. “Provem uma corrupção minha que eu irei a pé para ser preso em Curitiba”. Veja o vídeo do pronunciamento completo:

“Ninguém respeita mais as leis nesse País que eu. Vou prestar todos os depoimentos que forem necessários, podem me chamar que eu estou lá. Eu conquistei o direito de andar de cabeça erguida nesse País”, afirmou.

Chamando a coletiva de imprensa concedida pelos procuradores da Lava Jato na tarde desta quarta-feira, 14, de “show de pirotecnia”, o ex-presidente falou mais de uma vez que os procuradores deveriam pedir desculpas.

“Não continue tentando inventar coisas pra poder justificar a primeira mentira”, falou Lula, dirigindo-se ao procurar responsável, Deltan Dallagnol. “Tenho convicção de que quem mentiu está numa enrascada”, brincando com suposta frase dita por Dallagnol que viralizou na internet: “Não tenho provas, mas tenho convicção”.

Ele voltou a afirmar que o PT está sendo perseguido. “O que despertou essa ira foi o sucesso do nosso governo”, disse.

Lula iniciou o pronunciamento relembrando de sua trajetória política, desde quando atuava em sindicatos no ABC Paulista até a criação do PT e a celeição como presidente da República. Afirmou também que “fortaleceu o combate à corrupção”. “Eu duvido que nesse País algum partido fez mais pra fortalecer as instituições que defendem o Estado”.

Também lembrou do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), dizendo que “inventaram uma mentira, tornaram essa mentira verdade diante da opinião pública”.

 

Redação O POVO Online