Trump abandona reunião sobre muro com democratas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abandonou a reunião com a líder da Câmara de Representantes, Nancy Pelosi, e o líder da minoria no Senado, Chuck Schumer, que foram à Casa Branca para tentar fechar um acordo em nome dos democratas visando acabar com a paralisia do governo federal.

 

“Era uma total perda de tempo”, tuitou Trump após Schumer revelar o que havia ocorrido durante a reunião: “o presidente simplesmente se levantou e partiu”.

 

Pelosi e Schumer tinham ido à Casa Branca tentar alcançar um acordo para

dar fim à paralisação orçamentária dos Estados Unidos, que se estende desde 22 de dezembro.

 

Trump insiste na necessidade de obter 5,7 bilhões de dólares para construir um muro na fronteira com o México. A paralisação orçamentária se encaminha para ser a mais longa da história americana.

 

Esta disputa pelo muro – uma das promessas de campanha de Trump – ocorre em meio a uma mudança no ciclo político nos Estados Unidos, após os democratas recuperarem, na semana passada, o controle da Câmara dos Representantes, embora os republicanos continuem tendo a maioria no Senado.

 

“Acho que o presidente deixou clara sua postura de que não vai haver nenhum acordo sem um muro”, disse o vice-presidente Mike Pence após a reunião.

Enquanto isso, mais de 800.000 funcionários federais afetados esperam uma resolução do conflito. Muitos deles se encontram em uma licença forçada sem vencimentos, levando-os a graves problemas financeiros que pioram a cada dia.

 

Trump chegou a dizer à imprensa que, se não conseguir o que quer, pode declarar estado de emergência nacional, o que lhe permitiria tomar medidas extraordinárias e obter os fundos dos militares.

 

(AFP)