PR aumenta assédio para que Tiririca desista de abandonar a política

Imagem relacionada

Pouco mais de dois meses após anunciar que vai abandonar a vida política, o cearense Tiririca continua sendo assediado pela cúpula do PR. O partido não aceitou a decisão do deputado federal e o assedia para que ele mude de ideia, informa O Estado de S. Paulo.

Ele é visto como candidato ideal, pois consegue, com poucos recursos, atrair milhares de eleitores e, assim, eleger “de carona” outros nomes do partido. Sem Tiririca, a legenda prevê que conseguirá eleger apenas três deputados em São Paulo.

O 1,016 milhão de votos obtidos pelo comediante na disputa de 2014 ajudaram o PR a eleger seis parlamentares no Estado.